dragões de jorge
   
 
 

  Histórico

    Votação
     Dê uma nota para meu blog

    Outros sites
     ao fim da noite
     tom waits
     céline
     richard brautigan
     guardanapo de buteco
     pixação virtual




     

     
     

    ligação direta
    “vem comigo que no caminho eu explico”
    cazuza
    em comigo que no caminho eu explicouses do parnaso industrial.
     
    vem dançar comigo com máscara de gás e fones de ouvido. traga uma rosa vergana de plástico cheirando a beijo de língua, um lança-chamas, uma frase de efeito delirante que me faça ficar sem fôlego, que me faça voar.
    vamos fugir da transcendência com os dentes sujos de sangue e estrelas nos cabelos. não diga que me ama e nem que me odeia. olhe apenas as fotos do satélite e não se preocupe com os mortos na área de serviço.
    grite alto, morda meus mamilos, invente acrobacias e vamos entrar nas livrarias e incendiar poetas e livros.

    olhe bem os mortos, respire fundo o oxigênio corrosivo e me diga o gosto do sangue quando esfria.
    tenho uma bala de prata e outras coisas delicadas e letais no fundo do bolso do paletó. tenho muita merda na cabeça e corrosões dentro do peito, mas você vai adorar meus óculos escuros no centro da claridade fria.
    vamos deslizar pelas vernissages, pelos ambientes refrigerados e deixar os ratos salivando.
    sou apenas um cara instalado em seu bloco de gelo e você é a minha garota acrílica. estamos indo na direção da tempestade elétrica: quem pode nos apagar?

     



    Escrito por jorge mendes às 18h47
    [] [envie esta mensagem
    ] []


     

     
    [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]